Publicado em Sem categoria

Cadê meu botão de pause?

Depois de milhares (tudo bem eram só 12, eu contei) de abas do navegador abertas e o dia amanhecendo. Percebo que mais uma vez não terminei nada, mais um texto pela metade, mais um vídeo pela metade, mais trabalhos pendentes para resolver. As pernas continuam seus sacolejos, e esse parágrafo foi escrito entre muitas idas e vindas em todas as abas, em imagens bestas de sites de humor, em inscrições em cursos online, no cantarolar de alguma música na minha cabeça, cheio de pensamentos desconexos, brilhosos e confusos.

Hoje já tentei tocar 3 músicas no violão, mas não me fixei em nenhuma delas, batuquei alguma coisa e deixei ele de lado. Juntei meus textos aleatórios num canto só, abri um caderno, mas não terminei o que tinha proposto mentalmente.

Lembro-me de alguma coisa e meu foco muda totalmente….

[… página 50… nossa que louca essa foto kkkk…. será que tem cuscuz pronto…ai ai ai tenho que terminar aqueles textos pra terça… “are you there?”… acho que eu tô esquecendo alguma coisa?…será que eu escovei os dentes?…será que os marcianos são verdes mesmo?…Ahh a música das férias!! (imagens e mais imagens das férias)…nossa preciso compartilhar essa foto no face haha muito engraçada…que música grande aff…como era mesmo o nome daquele filme que eu queria ver?… falando nisso tenho que terminar de ver aquele filme de novo… minhas costas estão em fandangos…preciso arrumar a mesa do computador ela tá uma bagunça…preciso fazer esse download… porque que essas pernas não param de sacudir?… AHHHH! UJKHIJIJK (joguei alguma coisa longe)…. Droga! me irritei de novo….O que eu ia fazer mesmo?… ahh ia tomar banho!! ]

terminator-sega-cd-pause-screen-mega-cd

Cadê meu botão de pause?

Parece que nunca ando em “slow”…parece que sempre tô fazerndo algo, procurando algo pra fazer… ou alguma coisa por terminar, nunca nada finda, nada cessa, é tudo em movimento, é só outra coisa no lugar que nunca ta vazio, é tudo sem tempo, tudo no limite, em cima do prazo.

Sempre tento mudar, de hoje não vai passar! Mas o hoje passa mais uma vez e outra vez fiz tudo e não terminei nada, mais uma vez não cumpri minhas próprias promessas, quebrei meus próprios acordos.

Ah! já é um novo dia, hora das novas promessas, hora de recomeçar. De que adianta chorar? Se lamentar pelo tempo passado, pela hora perdida ou pela luta vã de tentar mudar? Um dia vai dar certo, um dia eu chego na hora certa, entrego antes do prazo e meus nervos param de se exaltar!