Amanheceu….

Quando este post sair, vou estar viajando, voando rumo ao sul, como os pássaros migrantes, procurando novos verões para construir. Passei a tarde andando pelo centro de Teresina, suando, com calor, mas tudo parecia tão bonito, tão calmo, tão quente e confortável. Pelos caminhos conhecidos que o escort sabe decorado, as ruas, avenidas, nos abraços […]

Leia mais Amanheceu….

Samira

2005. Primeiro dia de aula, bolsa vermelha de lado com o nome da escola, sentada na frente do portão, cabelos bem cacheados presos, lá estava ela, nem imaginava que 4 meses estudando juntos se transformaram num amor pra vida toda, uma irmã de outra mãe, com o aniversário um dia antes do meu. Assim como […]

Leia mais Samira

Deixa ser, deixe estar…

Quando pensamos demais, ou racionalizamos demais todas as coisas, vamos contaminando a mente com ilusões, com falácias, vamos tentando controlar tudo o que acontece na nossa vida. E aí reside toda sorte de comportamentos negativos, das decepções, dos mal entendidos. Sempre julgamos com as lentes sujas, cheias de ego e de orgulho ferido. Quando se […]

Leia mais Deixa ser, deixe estar…

A última caixa de sertralina 

Na montanha de coisas desnecessárias acumuladas num canto empoeirado, uma caixa pesada cai e espalha displicente entulhos e memórias descartáveis e dentre elas uma pequena caixa laranja. Ali inerte, minha própria caixa preta,  que esparrama lembranças e fraquezas recém curadas de um passado recente. A última caixa de cloridrato de sertralina, a caixa que não […]

Leia mais A última caixa de sertralina