Enquanto há vida, o que importa?

Dos sonhos confusos que fazem das noites tormentas. Despertam! Desperta! Acorda! Da queda de onde há vida! Dói! DÓI MUITO! Sinta! Grite! Clama ! Chora! Chore o que for de chorar, a dor que estiver em chamas, a carne viva que inflama. SINTA ! Confusa, confunda, saia desse sonho que te embriaga, escapa desse torpor […]

Leia mais Enquanto há vida, o que importa?

Ser enquanto vamos sendo….

Adoro observar as pessoas quando fico em estado de espera (é mais fácil estar atrasada, mas…), fico imaginado como elas pensam, quais os seus sonhos, o que elas esperam da vida. Gosto de observar seus gestos, como conversam e isso sempre me distrai, me tiram da agonia da espera. Sempre fui só, não por falta […]

Leia mais Ser enquanto vamos sendo….

Amanheceu….

Quando este post sair, vou estar viajando, voando rumo ao sul, como os pássaros migrantes, procurando novos verões para construir. Passei a tarde andando pelo centro de Teresina, suando, com calor, mas tudo parecia tão bonito, tão calmo, tão quente e confortável. Pelos caminhos conhecidos que o escort sabe decorado, as ruas, avenidas, nos abraços […]

Leia mais Amanheceu….

Deixa ser, deixe estar…

Quando pensamos demais, ou racionalizamos demais todas as coisas, vamos contaminando a mente com ilusões, com falácias, vamos tentando controlar tudo o que acontece na nossa vida. E aí reside toda sorte de comportamentos negativos, das decepções, dos mal entendidos. Sempre julgamos com as lentes sujas, cheias de ego e de orgulho ferido. Quando se […]

Leia mais Deixa ser, deixe estar…

No labirinto de Escher

Às vezes padecemos na nossa própria loucura, deixamos que ilusões doentias tomem conta da nossa razão. Percebemos nossa humanidade errando, reencontrando nossa fragilidade em dias confusos e pertubadores, quando a sanidade mostra sua face insana. E Mesmo quando a vergonha, nos humilha e a culpa nos corrói,  somos obrigados a continuar, a pagar o preço […]

Leia mais No labirinto de Escher